Adeus, Superman!

Você já imaginou o fim do Superman?

Não, não. Não estou falando daqueles finais melosos dos filmes, com o herói voando por aí com cara de “eu salvei o mundo” depois de beijar a Lois. Nem do final de um volume, aquele que deixa você curioso com um “continua” na última página. Estamos falando de “the end” mesmo.

Eita, ele vai embora mesmo?!

Em “Superman – o que aconteceu ao Homem de Aço?”, o lendário roteirista Alan Moore (V de Vingança e Watchmen) descreve o fim do Último Filho de Krypton, com desenhos de Curt Swan, o artista definitivo do herói. Na introdução, o ex-editor da DC, Paul Kupperberg, conta um pouco da história do Superman, da grande revolução dos quadrinhos nos anos 1980, e da ideia de criar um fim para o Homem de Aço.

A história foi publicada em 1986 em duas partes, na Superman 423 e na Action Comics 583, e se passa em um futuro próximo da época, 1997. Tudo começa com a minha diva, Lois Lane (agora ex-repórter e casada com um homem chamado Jordan Eliott), dando uma entrevista para um repórter do Daily Planet e contando tudo sobre… a morte de Superman! Sim!

Basicamente, depois de algum tempo de paz (Lex Luthor parecia estar inativo e Brainiac, desativado), alguns dos inimigos mais fracos do herói, como Bizarro, Toyman e Prankster, começam a enlouquecer de verdade, usando os amigos do Homem de Aço para enfraquecê-lo. Sua identidade secreta é revelada (de uma forma bem tosca, devo dizer, mas ok) e o Daily Planet, atacado. Enquanto isso, Lex Luthor vaga procurando pelo que restou de Brainiac e, quando encontra, rola um revival da dupla.

Nosso herói, então, temendo que seus maiores e mais ameaçadores inimigos retornassem ainda mais perigosos, decide levar seus amigos mais próximos para a sua Fortaleza da Solidão (onde acontece até um “momento paz e amor” entre Lana e Lois!). Lá, ele recebe uma visita inesperada, vinda do futuro (é bem complicado, na verdade, então nem vou tentar explicar quem é), e descobre que sua sina é morrer nas mãos de seu maior inimigo (que não é Luthor e nem Brainiac, já vou adiantando). A partir daí, surpresas e mais surpresas envolvendo a ética do herói, kryptonita, neve, desaparecimentos e muitas mortes. Lois termina sua história bem na hora em que seu maridão chega em casa. Jordan Eliott dá uma piscadela para o leitor…

Vamos só lembrar que o nome do pai de Superman era Jo-El. Pronto, você não ouviu nenhum spoiler de mim.

“Superman – O que aconteceu ao homem de aço?” conta ainda com duas histórias que exploram o enfraquecimento do nosso herói. Em A linha da selva, publicado originalmente em DC Comics Presents 85, Superman fica muito doente após ter contato com um fungo letal de Krypton e acaba perdendo seus poderes (chega a ser engraçado ver o Homem de Aço agindo como uma pessoa normal). Ele escolhe um lugar bem afastado para morrer, mas é salvo por uma criatura um tanto brisa peculiar. Já em Para o homem que tem tudo…, publicado em Superman Annual 11, Superman ganha um presente grego (ops, foi mal, Nico) de aniversário: uma planta-fungo-parasita que tem o poder de comunicar-se telepaticamente com seu hospedeiro, criando ilusões. Sob o controle da planta-fungo, Superman acredita estar em Krypton, vivendo a vida normal de Kal-El, enquanto o vilão Mongul ataca Batman e a Mulher-Maravilha (que, aliás, também é minha diva, principalmente na cena da bazuca).

cena da bazuca

cena da bazuca

“Superman – O que aconteceu ao homem de aço?” é um volumezinho de capa dura e 132 páginas, muito bonito e bem acabado; dá para ler em um segundo. Entre as histórias, há capas e desenhos originais, incluindo um lindão do Superman no final. Aliás, a capa dessa HQ é um “redesenho” colorido digitalmente da capa dos anos 1980. Custa em torno de R$20 (sério, fiquei assutada quando vi o preço! Achei que fosse ser uns $40, no mínimo. Levei na hora). Não dá pra perder essa, né?

chora não, fio

Ps.: usei todos os nomes em inglês porque, sinceramente, não gosto de “Super Homem”.

Anúncios

Um comentário sobre “Adeus, Superman!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s