#Resenha – Midnight Memories, One Direction

Oi gente, tubo bom? Estou aqui de novo roubando o lugar do Nico, mas dessa vez eu tenho certeza que ele não vai falar sobre esse álbum. Eu não ia falar nada dele, mas ele acabou se tornando um dos meus preferidos de 2013. Por que? Conto no final do post!

Ok, o álbum vazou uma semana antes e eu baixei (valeu fã de 1D por disponibilizar) e desde então eu ouço esse CD umas duas vezes (ou mais) por dia. Tentarei ser o menos fangirl possível. E se quiser ir ouvindo o álbum enquanto lê, só clicar na capa!

O álbum Midnight Memories foi comemorado com o 1D Day, um evento de, isso mesmo, quase 8h transmitido por livestream. E o  álbum abre com seus dois singles: Best Song Ever (por favor, façam a coreografia comigo), que tem a mesma vibe do álbum anterior e um clipe divertidíssimo, e Story Of My Life (chamem um guincho que eu ainda to no chão com essa música), que é uma música linda com um clipe maravilhoso capaz de tirar as estruturas de qualquer um.

Diana segue a linha dos outros álbuns da banda, um pop animado, vocais bem aproveitados e uma letra tradicional 1D. A surpresa vem na faixa-titulo, Midnight Memories, onde eles usam e abusam das guitarras, vocais rasgados, e não me matem, o refrão lembra absurdamente Pour Some Sugar On Me do Def Leppard.

You and I comprova uma coisa: nenhuma banda deveria ter uma música com esse nome. Uma das músicas mais melódicas do álbum, tem uma letra linda e fala, novamente, de romance. Sou suspeita para falar de Don’t Forget Where You Belong, afinal, ela foi escrita e produzida pelo McFly, e isso fica evidente. A música é boa, não foge do padrão One Direction, mas ao mesmo tempo mostra as mudanças que a banda esta passando.

Strong é meu hino com minha irmã. Pop-rock, começa lenta e o refrão faz você sair cantando como se não houvesse amanhã. E meu primeiro vício desse álbum vem com Happily. Gente pelo amor de deus, o que é essa música? Recuperando as estruturas: o refrão cantado em uníssono com a melodia ao fundo, essa letra sensacional, e ok, parei.

Right Now foi escrita por Ryan Tedder do One Republic com o 1D. E isso fica evidente, mostrando como essa música poderia ser muito bem do Maroon 5 e atingir um público mais velho. E novamente estão aproveitando bem os vocais deles. Little Black Dress é a minha preferida do álbum inteiro. Começa com um riff de guitarra, todos cantando, e se vocês ouvirem sem saber que é do 1D com certeza não acreditarão. É a musica mais diferente do estilo deles, e me faz lembrar muito das bandas de rock dos anos 70.

Through The Dark invade o cenário folk e indie, e marca com o violão e a bateria leve. Mais uma para cantar na praia em um lual. Something Great teve ajuda do Snow Patrol nessa faixa, e isso fica evidente no piano, no violão extremamente melódico, na maneira que a musica foi cantada.

Little White Lies é outra para te fazer cantar a plenos pulmões.  Essa faixa traz o clima pop chiclete do primeiro álbum do One Direction, inclusive a letra, e abrindo a capella. Imagino um break ao vivo se eles tocarem essa música. É a faixa mais pop do álbum inteiro. Better Than Words é outra que foge do pop, trazendo guitarras fortes, e acertaram em cheio na hora de ousar. Os vocais são muito bem aproveitados e a letra é realmente boa.

A versão deluxe edition ainda apresenta Why Don’t We Go There, que abre com um forte riff de guitarra (e me fez imagina-los dançando iguais), e eu facilmente ouviria essa música em um show do Simple Plan ou McFly. Does He Know? começa com guitarra, a batida entra lentamente, e a letra sobre uma menina começa. E uma das minhas letras preferidas do álbum.

Alive tem trechos geniais na letra, e uma pegada bem rock, assim como LBD. A letra fala sobre… vicio em garotas? Em sexo? Bem, mostra como eles amadureceram, tanto na música quanto na vida. Agora me tirem do chão que a musica mais fofa do álbum faz qualquer um se derreter. Half A Heart é mais uma musica de amor, pós termino, mas é linda. Ridiculamente linda.

O One Direction ainda tem muito a evoluir e crescer, e eles mostram isso com maestria em Midnight Memories. Por que eu gostei tanto? Não é um album clichê de uma boy band, eles ousaram, mudaram, e agradaram. E vocês, o que acharam desse álbum?

Beijos, Cami.

Artista: One Direction

Disco: Midnight Memories

Melhor música: “Little Black Dress”

Nota:  9,0/10,0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s