#LateraldaLeitura: A Onda, de Susan Casey

Oi gente, tudo bom? Saí do metrô e hoje fui diretamente para a Lateral da Leitura, falar sobre um livro que eu descobri sem querer, e que acabei me apaixonando.

a_onda_susan_casey

A Onda – Em Busca Das Gigantes Do Oceano por Susan Casey
ISBN: 978-85-378-0360-8
Páginas: 328
Editora: Zahar

“As ondas não são medidas em metros e centímetros. Elas são medidas em acréscimos de medo”.

Uma breve historinha: estava com meu pai em Santos em um apartamento decorado, daqueles que tem tudo, até comidas. E vimos esse livro, “A Onda” decorando uma mesa. Meu pai que surfavava e é louco por surfe adorou o livro, e eu no mínimo achei curioso ter “ondas gigantes” no subtítulo – afinal, minha participação em esportes é quase nula, fui tentar surfar nas férias e saí parecendo a Angelina Jolie com a boca inchada. Decidi me aventurar no surfe, mas dessa vez pela leitura, e foi assim que acabei apaixonada pelo mar, de um jeito diferente. O livro chegou, dei pulinho de alegria, postei uma foto no Instagram, e não parei de ler.
A jornalista Susan Casey conta, em cada capitulo, alguma história sobre essa busca incessante pela verdade das ondas. Para quem não sabe, ondas gigantes são ondas de mais de 20 metros, e com uma força e velocidade surpreendentes. As ondas são um dos fenômenos naturais mais indecifráveis, pois parecem não agir de acordo com uma lógica, e sim, ter pensamento próprio. Milhares de cientistas buscam descobrir o que há por trás desse mistério, e enquanto isso, os surfistas encaram o desafio.
Laird Hamilton é um desses surfistas de ondas gigantes. Um dos criadores do surfe tow in (surfista + alguém em um jet ski para auxiliar) e do foilboard, Laird é o maior nome dessa modalidade. E em praticamente todos os capítulos, ele aparece para ajudar Susan a entender o que acontece. Desbravando a perigosa Jaws no Havaí, ou Teahupoo no Taiti, Hamilton tem muita história pra contar, e uma familiaridade com as ondas que dá inveja. E ainda enfrenta, além de enormes paredões de água, a fúria da imprensa do surfe, que incentiva cada vez mais que as pessoas façam loucuras – o que, de acordo com Laird, não é sempre uma boa ideia.

1891061_10203255250650478_440200234_n
O livro é bem escrito, tem histórias que passam pelo cômico e o surpreendente e que ajudam a compreender a magnitude desse evento. Casos científico sem explicação, teorias, contas e equações que parecem estarem cada vez mais perto, e ao mesmo tempo, mais longe de uma resposta. “A Onda” ajuda a compreender um pouco mais sobre a vida do mar, e para quem gosta de aprender cada vez mais, recomendo – até para quem não arrisca entrar no mar. Não é um livro que irá agradar todos os públicos e de todas as idades (por exemplo, a Rê já disse que não é o tipo de livro que a interessa, porém o meu chefe já se interessou muito para ler), mas é com certeza uma leitura ótima. Como está escrito no próprio livro: “um livro eletrizante sobre as gigantescas ondas que engolem navios, desafiam os cientistas e fascinam os surfistas”.

PicMonkey Collage
nota-9
A diagramação é ótima, os capítulos iniciam com um título e uma epígrafe, e ainda há detalhes de mini-ondas. Isso sem contar as maravilhosas fotos no meio do livro, que ilustram tudo que Susan conta (e a qualidade das fotos é impecável). A Editora Zahar está mais uma vez de parabéns pela organização do livro, que com certeza, será um dos queridinhos na minha estante (e valerá mais uma leitura no futuro).

E aí, voce já se interessou pelo surfe e decidiu se aventurar nas ondas do mar? Conta o que achou pra gente!
Beijos, Cami

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s