#CantodoCinema: Resenha “Captain America: The Winter Soldier”

Olá,  habitantes!
No post de hoje, pedirei licença para a Helô e invadirei um pouquinho o mundo dos quadrinhos. Hoje é dia de resenhar o segundo filme do primeiro vingador: Capitão América.

Capitão América 2: O Soldado Invernal, em seu titulo brasileiro, se passa dois anos depois das explosões descritas em The Avengers, porém, dessa vez, as batalhas do vingador Steve Rogers (Chris Evans) se concentram em  Washington, capital dos Estados Unidos.
Ainda fazendo parte da S.H.I.E.L.D, e com mais missões que nunca, Steve divide seu tempo entre lidar com os segredos do líder da organização, Nick Fury (Samuel L. Jackson), cumprir de bom grado as tarefas que lhe são designadas e aguentar algumas provocações de sua boa amiga, Natasha Romanoff ou Viúva Negra (Scarlett Johansson).
Enquanto ainda tenta se adaptar ao presente depois de passar boas décadas congelado (e isso inclui ouvir bandas como Nirvana, assistir filmes como Rocky, dentre outros), Steve tem que lidar com o mais novo inimigo da vez, o misterioso Soldado Invernal.

Com alguns flashbacks, humor na dose certa e ótimas cenas de ação, Capitão América 2 tem tudo para se consolidar como um dos melhores, senão o melhor, filme da Marvel até agora.
Um ponto do alto do longa são as atenções bem divididas dentre todos os elementos do filme. Nunca duvidamos que Steve Rogers seja o protagonista, mas, diferentemente de Hulk, por exemplo, o filme não gira em torno da personagem. Os coadjuvantes tem um papel fundamental no filme e ainda somos agraciados com uma aparição de Robert Injustiçado do Oscar Ford, que interpreta Alexander Pierce, grande amigo de Fury.

O longa agrada, também, quem gosta de easter eggs e derivados. Quem for bom de olho consegue captar referências às indústrias Stark, do filme Homem de Ferro, àBruce Banner, de Hulk,  e, para a felicidade da Isabella que vos escreve, até uma referência ao filme Pulp Fiction.

A trilha sonora do filme também não deixa a desejar e, voltando um pouco aos personagens, é impossível não notar a ótima química entre Chris Evans e Scarlett Johansson que, uma vez em seus papéis, parecem dois irmãos ao brigarem. Uma ótima parceria também é feita entre Steve e seu amigo de infância, Bucky. Tal amizade rende momentos bastante emocionantes no filme.


E, claro, não se esqueçam de ficarem até o final da sessão, já que diversas cenas importantes (ganchos para o filme The Avengers 2) aparecem nos créditos
Ainda não consegui decidir meu filme favorito da Marvel, mas este entrou, seguramente, para o Top 5.

É isso, habitantes!
Até semana que vem!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s